sábado, 15 de agosto de 2009


Às vezes pergunto-me porque é que ainda me importo. Por que raio ainda quero saber... Por que maldito motivo ainda quero saber aquela opinião. A razão por que ainda sinto um murro no estômago com aquelas respostas.

Depois lembro-me que (ainda) tenho uma coisa chamada coração. Isso que me faz escutar o que não interessa, o que me faz mal, mesmo o sabendo. Há dias em que mais valia arrancá-lo, nem que por momentos, só para algumas pessoas. Assim ficava imune... à tristeza, ao nojo, à revolta, ao ódio, à impaciência... a ti.

Há ódios inevitáveis, assim como há relações inevitáveis. Temos pena. Verdadeiramente.

4 comentários:

RdS disse...

eu cá nao tenho disso. coração, portanto.

;)

S* disse...

Eu tambem tenho pena que a mesma relaçao tenha falhado. Mas o erro foi dele, não meu.

Pinkk Candy disse...

hello!

o amor é lindo, mas também pode fazer sofrer e muito! essa parte podia-se dispensar :|

vim cá parar através de outros cantinhos:)

xoxo

Petra Pink disse...

Pois as vezes ajudava não ter coração...
Mas ele está la o que fazer..... beijinhos