sábado, 30 de abril de 2011

Necessidade versus comodidade da prevenção.




Não é nenhuma novidade, mas cada vez mais uma constante. Inclusive alguns homens começam a adoptar a necessidade de andar com uma mala maior do que realmente deveria ser necessário.

Os que não usam, gostam sempre que a namorada tenha uma mala espaçosa, para onde podem atirar a carteira, os telemóveis, os óculos de sol, as chaves e mais qualquer coisa que seja necessário.

Eu até entendo que pelo tamanho para além do realmente necessário, possa parecer convidativo a que seja utilizada para mandar tudo lá para dentro, mas só pelo facto de algumas delas terem tamanho suficiente para envergar um cartaz publicitário da Fedex, não quer dizer que seja automaticamente uma transportadora.

Será sempre um eterno combate entre o que é realmente necessário e indispensável, e a comodidade de andar prevenida, com tudo o que achamos ser preciso, para todas as ocasiões.

Além das coisas mais comuns, como a carteira, as chaves e telemóveis, o espelho e o kit essencial de maquilhagem, lenços de papel, a agenda, etc, que outras coisas costumam as meninas usar nas suas malas? Algo fora do comum?

Será que irei ter resposta a esta questão?

Eu adianto já que não sendo bem fora do comum tenho sempre um kit com tesoura, agulha e linhas na carteira, e ocupa menos espaço que o telemóvel.

E vocês?

5 comentários:

Laura M. disse...

muito obrigada. :)

Corset disse...

por acaso lá vou tendo alguma sorte na matéria, são raras as vezes que o namorado pede asilo para a tralha dele... chego ao ponto de insistir "a sério, podes por, não pesa mais!!" xD

*Sininho* disse...

Eu tenho o que acho essencial para estar prevenida... Não é pouco mas... às vezes faz falta ;) E também tenho um mini kit de costura!

Soraia B. disse...

Eu quando era mais nova gostava imenso de malas pequenas, mas porque tinha pouca coisa para lá por dentro. Agora já não me dão muito jeito e sempre que uso uma tenho que deixar sempre algo de fora, mas muito grandes para mim não dá. Depois nunca encontro nada.

Realmente as mentalidades deviam mudar. Eu não acredito na teoria que o mundo acaba em 2012 mas acredito que o mundo vai sofrer muitas mudanças até lá.

Hapi disse...

Obrigada ;)