domingo, 22 de novembro de 2009

Uma questão de confiança


A confiança é um elemento base de qualquer relação. Quer de amizade, quer de amor, quer de teor sexual, quer laboral. Quando é quebrada, a relação ressente-se.

Hoje, num espaço de tempo tão pequeno quebraram-se confianças. E no que parecia já fluir naturalmente criou-se uma barreira de distância. Daquelas feitas de gelo.

Hoje só me apetece que as pessoas cresçam, deixem de ser parvas, idiotas, egoistas e mesquinhas e voltem a ser o que eu pensava que eram. Tenho saudades delas assim.

7 comentários:

S* disse...

Infelizmente... gente que não se preocupa connosco.

Anira the Cat disse...

A confiança, depois de quebrada, pode recuperar-se...mas jamais será a mesma coisa. E a desilusão é sempre tão amarga...

Wolve disse...

it aint coming back...

Susaninha disse...

CONCORDO 100%...
Porque será que as pessoas se tornam cada vez mais parvas e egoistas????
E esse ambiente é cruel ....

L!NGU@$ disse...

Ui... que post impecável. Que podia muito bem ter sido escrito por mim, nestes últimos tempos.

Odalisca disse...

ya saudades dessas pessoas... continuamos a acreditar que elas existam? pois... apesar da distância, lá no fundo (mesmo no fundo) há sempre uma minuscula esperança...
C'est la vie

Rainha de Copas disse...

Obrigada! :) Volte sempre. ;)

Voltar a confiar após a desilusão é mais dificil. Parece que estamos diante de outra pessoa que não aquela.