quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Uma questão de preguiça ou amizade ao estilo "prêt-à-porter"?


Dei por mim a pensar no seguinte: o Facebook, Hi5 e outras redes de contactos sociais "perguntam-nos" coisas como "Música preferida", "Filme preferido", "Livro preferido", etc, e ainda nos reservam um canto especial para falarmos sobre a nossa pessoa. Como se o nosso perfil devesse ser uma carta aberta ao mundo relativamente ao que somos. Expor tudo o que somos (ou pelo menos informações de relevo) a pessoas que nos são - na maioria - pouco ou nada conhecidas.

É um sistema que, quanto a mim, retira toda a piada ao processo complexo e enriquecedor de "conhecer" realmente alguém. Além do que incentiva os julgamentos e conclusões precipitadas e redutoras em relação a uma pessoa - com a forte tendência de cairmos no campo do estereótipo - pelo simples facto de ali estar um simples resumo, algumas pontas soltas do que é verdadeiramente a pessoa, com tudo o que isso engloba: a personalidade, experiência de vida, gostos pessoais e tudo o mais.

Lembro-me do tempo em que tinha que me esforçar por descobrir o livro ou filme preferido de alguém. Tinha que lhe perguntar, conversar, conviver. Saber a música preferida de alguém ainda era sinónimo de conhecer bastante bem a pessoa em questão. Hoje, basta-me ir ao perfil do Facebook.

Deixo um apelo aos perfis "blackout". Além do mais, há sempre mais encanto no mistério de uma folha em branco do que numa verdade reveladora que nos deixa como que nús, num mundo tão vasto e anónimo como o da Internet.

19 comentários:

S. disse...

Realmente nunca tinha pensado nisso dessa maneira, vou já tirar tudo sobre mim do face e pôr simplesmente "ask me" lol

Beijinhos*

Puzz disse...

muitas das vezes o que escrevemos nesses perfis é só o espelho de determinado dia ou hora da nossa vida, e não o espelho de nós próprios..

Corset disse...

ora nem mais Puzz!!

Odalisca disse...

Realmente tens bastante razão... eu em alguns ainda me dei ao trabalho de escrever alguma coisa, noutros nem por isso... e isso ja a algum tempo, sendo que alguma informação estará desactualizada!

:p

tiagolessa disse...

eu acho isso ridículo. as redes sociais são para isso mesmo, para partilhar gostos e abrir horizontes. isso do "ask me" é um pedido desesperado de atenção. e concordo que o que escrevemos/partilhamos são reflexos de um momento, e não a essência da nossa pessoa. acho que estás a sobrevalorizar as informações que as pessoas partilham, e/ou a desvalorizar a dimensão/complexidade das pessoas em si.

S* disse...

Bem... eu não gosto de conversas tipo questionários. Gosto daquelas que fluem...

Petra Pink disse...

concordo..... por isso que sou pouco adepta dessas redes.

Mel disse...

Olha eu sou sincera tenho facebook, mas não preencho nada disso, dá muito trabalho e quem quiser saber pergunte!

Beijo

Cor do Sol disse...

Ora, no meu podem ver fotos e algumas parvoíces que se vão dizendo, gostos pessoais, de onde sou e etc., nada.

Anira the Cat disse...

Claro que descobrir à moda antiga tem outro encanto...
Quanto aos estereotipos: só pelo facto de ter um facebook ou hi5, de ter fotos ou não, todos inevitavelmente fazemos juízos de valor. Aliás, abrimos a boca na rua para dar uma opinião e somos catalogados. Isso é algo que não me tira o sono.

Bjokas

Bailarina disse...

Olha que nunca tinha pensado nisso!! Mas tens toda a razão... O livro e a musica que mais gosto hoje, não quer dizer que foi a que sempe gostei...
Bjinho*

Cinderela disse...

É o resultado desta nossa sociedade de consumo imediato. Parece que temos pressa em viver, que estamos sempre a procurar formas de queimar etapas. As pessoas esquecem-se que a piada não está em chegar ao destino, mas sim em fazer o percurso até lá...

Corset disse...

oh Tiago volta prá tua terra xD looooool

Kika disse...

Por acaso não costumo responder. :) acho redutor..

Susaninha disse...

Boa corset....XISSSSSS E SUUUURRISINHOS:)

Miss Kin disse...

Sinto falta dessas conversas em que aos poucos se vão conhecendo os pormenores que fazem o todo de outro alguém.

Wolve disse...

Corset Maria, não achas mais preocupante espalhar fotos por todo o lado?

Isso de dizer que livro se gosta, por exemplo, não me diz sequer nada. Toda a gente adorou ler Le Petit Prince, mas depois dizem que o perceberam...

Corset disse...

Wolve, pior que espalhar fotos por todo o lado é espalhar fotos só de toalha.. isso sim :S

Zaahirah disse...

Nunca tinha pensado nisso, mas tens toda a razão! Acho que só me falta ter lá escrito qual é a minha cor preferida! Vou tratar de me colocar "em branco"! :P