quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Este conselho é por conta da casa.



Quando alguma coisa cá dentro* vos diz que se está a passar algo de errado, que a pessoa "x" não nos inspira confiança, que "y" tem a mania (aquele juízo bitchy que fazemos sem sequer conhecermos a pessoa), que estamos a ser endrominadas à força toda...

Então, meus caros e minhas caras, não se façam de surdos e prestem bem atenção. Essa "voz" é bem capaz de ter razão, ainda que isso só se comprove no fim. E não se limita apenas às más impressões, às más sensações. Vale também para as inexplicáveis empatias, os estranhos fascínios por alguém acabado de conhecer, mesmo com um simples "olá" (lamento, mas o clássico "you had me at hello" faz-me sentido).

E isto sim, é uma constante "true story".



*criancinhas na barriga não contam.

4 comentários:

Amelie disse...

É verdade, já me tem acontecido.

Anónimo disse...

concordo. são raras as vezes que essa impressão ou essa sensação estão erradas, pelo menos acontece comigo. lol
Marta R.

Catarina disse...

Eu faço sempre questão de ouvir essa vozinha e sabes que mais? Está SEMPRE certa. Mesmo quando os outros demoram tempo a partilhar da minha desconfiança inicial, eventualmente chegam lá. True story.

Clair de Lune disse...

Eu tendo sempre a ignorar essa vozinha e no final lixo-me bem :/