domingo, 11 de julho de 2010

Não podia ter escolhido maneira mais tótó para recomeçar a escrever neste blog...

 .Para que conste, sei muito bem por onde vou.

A vantagem das pessoas é serem pessoas.
Não são coisas. Não nos passam despercebidas. Não nos são impermeáveis. Não nos são indiferentes. Não deixamos de alterar o que somos, simplesmente vamos sendo moldados com novas formas, novos contornos, que nos ajudam a descobrir a vida com outros olhos, com outra cabeça.
A vantagem das boas pessoas é serem pessoas... que valem a pena.
As pessoas são portas.
As boas pessoas são caminhos.
Podem ser caminhos tortuosos, que nos dão cabo do juízo, que nos apertam o coração, que nos marcam a ferro quente e nos invadem o corpo com aquele fogo que nos consome a alma até já não sabermos quem somos e o que queremos. Caminhos que nos torturam, mas que nos fazem entender a vida. Podem ser caminhos que nos deixam desconfiados. Daqueles que não sabemos se devemos ir por aí. Mas que nos trazem boas surpresas. Podem ser caminhos constantes, apesar de, volta e meia, a terra tremer e do mar se erguerem tempestades. Podem ser caminhos incondicionalmente seguros. Podem ser caminhos interessantes, mas demasiado duros e exigentes para percorrermos.
Acima de tudo, importa escolhermos o caminho que nos deixa ser o que realmente somos, e sentirmo-nos bem com isso. Importa escolhermos o caminho que nos faz verdadeiramente feliz. Importa, portanto, escolhermos a pessoa que nos faz verdadeiramente feliz. No mais puro estado da nossa essência. Importa alguém que nos diga "gosto de ti e aceito-te como és. Com tudo o que isso implica. És aquela pessoa no mundo inteiro que eu escolhi aceitar por inteiro. E gostar por inteiro. Aquela pessoa que eu quero e escolhi para aturar uma vida inteira."

E isso é absolutamente incrível. And fucked up.

15 comentários:

Puzz disse...

"gosto de ti e aceito-te como és. Com tudo o que isso implica. És aquela pessoa no mundo inteiro que eu escolhi aceitar por inteiro. E gostar por inteiro. Aquela pessoa que eu quero e escolhi para aturar uma vida inteira."

-bela declaração-

Pedro disse...

Le fabuleux destin d'"Corset"..

I like the way you look to the world in his face, and say what goes in your soul, without a care in the world, except being yourself.

S* disse...

Bem, pessoas que valem realmente a pena? Só a minha família, lamento.

R* disse...

Um caminhho é sempre um caminho...

Miss Pauleth disse...

Gostei do seu blog! E concordo, pessoas tem a vantagem de ser pessoas! E o caminho a seguir é você, então faça sua escolha e seja feliz!
:***

Lady Me disse...

Ai, quase chorei :(

R* disse...

Adorei o texto!
Marcante e verdadeiro... =)

Wolve disse...

Hmmmm, compreendo a analogia das pessoas-caminho, mas... isso implica outra analogia também, que é a de toda a gente é um caminho a tomar por si so, que toda a gente percorre alguém. E eu - talvez seja do momento da vida em que estou - acho que nem só de pessoas se faz o caminho, tenho mais por onde andar.

Laura Ferreira disse...

Mas a procura pode ser muito engraçada. E quando se encontra é fantástico. Believe me.

Petra Pink disse...

Oh corset; vou te bater, deixaste-me emocionada.... beijo
P.s adorei ler isto.

Ulisses disse...

Pois é!

Mesmo!

:)

Susaninha disse...

GOSTEI...GOSTEI...
Temos que viver a vida...temos que ser o mais sinceros possiveis com o nosso eu...
TEMOS QUE SENTIR A EMOÇAO...

SO LO SE VIVE UMA VEZ...
Há que viver o melhor possivel:)
SUUUrrisinhos:)

Susaninha disse...

GOSTEI...GOSTEI...
Temos que viver a vida...temos que ser o mais sinceros possiveis com o nosso eu...
TEMOS QUE SENTIR A EMOÇAO...

SO LO SE VIVE UMA VEZ...
Há que viver o melhor possivel:)
SUUUrrisinhos:)

Patife disse...

Completamente fucked up. Apesar de comovente.

Kikas disse...

eu acredito no "you are the one". e acredito em reencontros. e em todas essas tretas. mas nem sempre acredito nas pessoas. sou confusa, pronto.