sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Ser ou não ser(-se)?


Feliz.

Além de estar, sou feliz. Hoje foi, decididamente, um dia de conversas. E em conversas com pessoas diferentes cheguei à mesma conclusão (que já tinha chegado à muito tempo, mas que reafirmei):

Ignorância traz felicidade. Conhecimento traz sofrimento.

Confesso que não sou, de todo, adepta da "felicidade ignorante". No entanto, e como em (quase) tudo na vida, há excepções. Há situações que "não quero mesmo saber" porque são irrelevantes quanto ao conteúdo, mas que nos poderão deixar chateados/pensativos/apreensivos/incomodados/whatever. Para quê? Para nada! Essas informações dispenso, e aí sim, fico feliz na minha bendita ignorância!

Isso é uma das minhas excepções. Porque a regra mesmo é "saber". Descobrir, conhecer, aprender, desvendar, entender, compreender são (mesmo) alguns dos meus verbos preferidos.

Raramente tenho medo de alguma dificuldade. Se, porventura, a sombra do receio aparece, sou menina para lhe dar cabo do canastro, nem que seja com uma bela sessão de ginásio para relaxar e desanuviar os problemas que pairam na minha cabeça de mulher complicada. Não há nada melhor! Ou isso, ou dormir! A expressão "dormir sobre o assunto" aplica-se na perfeição ao meu caso. Se na quinta-feira à noite o mundo desabou, é certo, matemático, que, na manhã de sexta-feira, após uma bela noite de sono (10 horas, sim, sou uma criança!) tudo é possível, a vida é bela, forte e cheia de cores vibrantes e "yes i can", como já dizia o outro.

Sou uma pessoa estranha [risos]. Ou então não, e há imensa gente como eu por aí. O que eu acredito.

Tudo isto para dizer que prefiro viver a vida com as suas amarguras do que viver fechada num mundo protegido e de pretensa felicidade.

E cá vou eu ficando à espera das adversidades que possam surgir, em busca da verdade (não à maneira dos X-Files), sempre de cabeça erguida e punho levantado para uma eventual luta (metaforicamente falando... ou não).

Enfim... Coisas de gaja sem sono e que já devia estar a dormir...

3 comentários:

MR disse...

Engraçado: também não tenho sono, também estou aqui a estas horas e também estava a pensar coisas desse género("mas que raio é ser feliz?! Do que é que precisamos para ser felizes?!").

Whatever...é como dizes:
"Enfim... Coisas de gaja sem sono e que já devia estar a dormir... "
Ora nem mais! LOL

Sanxeri disse...

Com jeito e paciência somos capazes de chegar onde queremos.

Também prefiro arriscar e sofrer, do que não fazer nada e viver numa vida sem qualquer graça.

:P

Sad Tear disse...

eu prefiro saber (mesmo que as vezes custe) do que viver na ignorancia de que vivo num mundo cor de rosa...