quarta-feira, 8 de abril de 2009

Química do amor


Que o amor tinha algum fundamento científico, já todos sabíamos. O que eu não sabia é que os americanos já estão a desenvolver técnicas para controlar o amor.
Parece que já estou a ver:
- Primeira situação:A e B estão no primeiro encontro (peço desculoa pelo "A" e "B" mas é a força do hábito)
A: Ah e tal realmente até somos bastante parecidos.
B: Tens toda a razão. Que dizes, vamos nos apaixonar?
A: Acho que sim, chega ai a pílula vermelha (vermelha porque,até prova do contrário, ainda continuar a ser a cor do amor).
- Segunda situação: C e D, casados há 10 anos, estão a discutir pela milionésima vez.
C: é pah tou farto de te aturar!
D: ai tas? olha toma a pilula negra (ou seja, para acabar com o "amor"). Toma! Até quero ver se tens coragem! Toma! (claramente, D é mulher)
C: é pah não me chateies.
D: ai não tomas? Então tomo eu! (e toma realmente, pondo assim fim ao "amor" e deixando C de rastos porque o que o pobre senhor queria era ver futebol descansado).

É que realmente só faltava isto para tirar a pouca essência que ainda resta ao ser humano! Já para não falar no facto das relações estarem cada vez mais materiais, menos sentidas e menos toleráveis.

Onde é que isto vai parar?

6 comentários:

Burzum disse...

Quando acontece é fatal...

**

Sanxeri disse...

Muito menos toleraveis. Vivemos numa sociedade frenetica e a facilidade com que se ama e deixa de amar é imensa. Ninguem se esforça por nada. Nem por amar.

silk disse...

Sanxeri, concordo plenamente contigo! O problema está mesmo aí: já ninguem se esforço e, se por algum milagre, um se esforço, o outro aproveita desumanamente desse esforço

Corset disse...

looooooooooool Vai parar ao jerry springer show está-se mesmo a ver!!! hahahahha

mas concordo contigo mulher... as pessoas hoje acabam relacionamentos como quem diz ao padeiro que já não quer do seu pão. É idiota. Já ninguém faz sacrifícios por ninguém, já não há aquela ideia de "estamos mal agora mas vai ficar tudo bem, temos que lutar pela nossa relação". Não. Hoje em dia é tudo descartável. Sigaaaaa! xD Não condeno quem queira viver uma vida despreocupada com múltiplos parceiros.. condeno sim as pessoas que namoram com alguém e que terminam relacionamentos cada vez que têm uma discussão mínima. É ridículo e infantil.

Madame Butterfly disse...

Epá...uma caixinha com essas pílulas dava-me jeito às vezes! Só para casos de emergência:P

*B* disse...

Só tenho a dizer que me ri muito com o diálogo do casal AB e do casal CD! =D