sábado, 26 de junho de 2010

É coisa que me deixa fodida!

[old fashioned me.]

Já ninguém dá a sua palavra, porque as a palavras, segundo "alguns", já não valem de nada.
Já ninguém faz acordos, porque só os contratos vinculam.
Já ninguém confia, porque o mundo está feito de vilões.
Já ninguém ostenta a sua honra, porque ela está perdida.


Lamento e discordo.
A minha honra vale ouro.

15 comentários:

Pedro disse...

Não só a tua honra, mas compreendo.

A palavra vale o que as acções da pessoa também corresponderem.

Não vale de nada prometer e não cumprir, dizer que faz e não fazer.

Hoje em dia garanto-te que a confiança vale ouro. Seja no mundo económico, social, emocional, a confiança a capacidade de mantermos a nossa palavra, a nossa honra e compromissos vale muito para os outros.

Ninguém gosta de ser traído ou enganado.

Entendo o medo das pessoas, o receio e desconfiança, tenho pena que assim seja e temo pelo futuro em que as garantias têm necessariamente de ser maiores que as intenções.

Corset disse...

Isso da confiança fez-me lembrar as aulas de história em que se falava da "fides" e da moeda fiduciária x)

Pedro disse...

Lol...deixaste-me entre o sorriso e a expressão WTF...

Ainda bem que as coisas que te digo, normalmente aborrecem-te, ou lembram-te de coisas aborrecidas.

Corset disse...

Coisas aborrecidas? História mundial não é DE TODO uma coisa aborrecida o.O

Pedro disse...

Esqueci-me que és croma de Direito...

Good for you.

Roxanne disse...

concordo contigo!

Alice disse...

Se a tua honra vale ouro deves representar cerca de 1% da população. É triste e faz com que a palavra "confiança" quase desapareça do dicionário.

Hapi disse...

Com confiança ou não, a minha honra continua a valer muita. E quem não acredita na honra dos outros pouca honra tem!

Miss Kitty disse...

Nem é só a honra que já não vale nada... nem para coisas simples se pode confiar na palavra de uma colega ou amiga, infelizmente.

**

Petra Pink disse...

sim parece que hoje em dia as coisas funcionam dessa forma....
Talvez sempre tenham funcionado. beijo

Cláudia Neves disse...

Gostei muito deste post.
**

Ana disse...

É bem verdade. A minha palavra vale tudo! Costumo comentar que tenho medo de um dia falar, e dar a minha palavra, e não acreditarem em mim. Mas depois penso que, quem realmente me importa, tenho a certeza que irá acreditar.

Anda tudo à volta disso, certo? Porque o que importa nesta vida é que os nossos e os que nos querem bem acreditem em nós, sempre.

Wolve disse...

Quando digo, faço. E orgulho-me de ainda não existir ninguém à face deste mundo que me possa acusar do contrário. Aliás, sempre que duvidam costumo esfregar isto na cara.

Ser honesto e andar de cabeça levantada (ainda) não tem preço.

Poetic GIRL disse...

A minha também, aliás só ponho a mão no fogo por mim mesma... bjs

Kikas disse...

muito bem, minha menina :)