terça-feira, 15 de junho de 2010

Caso contrário, é batota!


A propósito das Testemunhas de Jeová, das transfusões de sangue (que as recusam tendo por fundamento passagens bíblicas em que Deus condenava os Cristãos que se alimentassem de/tomassem qualquer sangue), do Consentimento Informado e da Liberdade Religiosa:

Meus meninos e minhas meninas, se não aceitam transfusões de sangue (preferindo, portanto, morrer) tendo por base passagens bíblicas (que, valha-me deus, devem ser lidas como textos metafóricos), então também não podem comer bifes mal passados. Tá?!

18 comentários:

Waldorfa disse...

Ah pois é, e não há arroz de cabidela para nibnguém, lolol

Caty disse...

looooool, mai nada!

Rice disse...

Metade da minha familia materna (incluindo avó) é Testemunha de Jeová, a outra metade (em que eu estou incluida é vá.. pseudo catolica, mas não praticante)
E devo dizer-te que so fazem parte da alimentação deles animais que sejam sangrados. Nunca na minha vida vi algum deles a comer um chouriço de sangue ou um arroz de cabidela. E embora eu seja totalmente contra a religião e não veja qualquer sentido naquilo, posso-te garantir que nenhum fuma, nenhum bebe, nenhum vai contra a sua fé. E jamais irei alguma vez assistir à cena do bife mal passado com algum deles, até porque nao custumam abusar da carne e não são fãs de carne de vaca :D

***

Amélie disse...

LOL
Bem visto, sem dúvida.

Cate disse...

A minha avó paterna é Testemunha de Jeová e nunca na minha vida a vi a comer um chouriço de sangue, um arroz de cabidela ou até um bife mal passado. Quer os outros concordem quer não, é uma senhora que não vai contra a sua fé. E é feliz assim, portanto que se respeite!

Corset disse...

E? Isso acho muitíssimo bem. Se a Coerência fosse religião eu era a maior beata que por aí anda. Agora acho mal aqueles casos em que para umas coisas são religiosos e para outras não. Isso sim é estúpido. E não me refiro às Testemunhas de Jeová apenas. Mas a tudo que é religião. E se há coisa que eu sou é anti-religião. Não se confunda com anti-Deus sff.

Quanto aos vossos familiares que seguem as regras e costumes em que acreditam, e fazem-no coerentemente, parabéns. São pessoas de palavra. Discordo veementemente do que acreditam, mas admiro a rectidão dos seus actos.

Sonhadora disse...

Eu aceito as convicções de cada um, mas acho "ridiculo" deixar morrer uma pessoa porque não pode levar uma transfusão! Não acredito que Deus diga isso, deixa que teu filho morra e não deixes que leve uma transfusão! Cada um sabe de si e eu levei uma transfusão há 6 anos e se não a tivesse levado, hoje não estava aqui! Há coisas que não entendo, e essa é uma delas! Sou a mesma pessoa, confesso que mexeu comigo psicologicamente, saber que tinha algo que não me pertencia, mas aos poucos tive de entender que esse algo salvou-me a vida!
Peço desculpa mas esta é a minha opinião! não tenho nada contra as Testemunhas de Jeová nem contra outra religião.
Beijocas

Anónimo disse...

Existem melhores formas para se abordarem assuntos como este. Foi um post bastante infeliz nesse sentido.

Eduarda disse...

Que engraçado, nunca tinha pensado dessa forma! :)

Copas disse...

É complicado quando se trata de religião e de fé. Cada um tem as suas convicções e respeito a outra parte até porem em causa a minha.

Uma coisa é não comer carne de porco ou comer carne mal passada. Outra é a vida e eu valorizo-a.

Nestas situações não gostaria de estar no papel do médico.

Cláudia Neves disse...

A mim todas as religiões me fazem confusão.Nenhuma tem sentido absolutamente nenhum,até porque cada um faz a sua interpretação.
Para mim,tudo aquilo transpira hipocrísia.
As religiões são apenas mais uma forma de manipular as massas,portanto cada um faz como quer.Mas isto é a minha opinião e prefiro pensar pela minha cabeça.

Cláudia Neves disse...

E infeliz são os comentários anónimos...
Cada um comenta o que quizer certo?

Marta Gomes disse...

Concordo plenamente, eu como futura enfermeira, acho algo bastante "interessante". Visto que devemos respeitar a vontade do utente, logo as suas crenças e valores, apesar disso somos um corpo e uma alma.

Corset disse...

É interessante como não há assunto que atinja mais as pessoas como a questão da Religião. Talvez seja mesmo verdade que a liberdade religiosa constitui a mãe de todas as liberdades enquanto pilar das nossas convicções, visões e sistemas de valores que construimos.

Cada um tem direito à sua opinião, foi já aqui dito, e é certíssimo. Podem vir para aqui concordar, discordar, enfim, o que quiserem. Não me chateia um anónimo comentar. Intriga-me apenas a "não escolha" de nome. Podia até identificar-se como "Maria Josefina". O nome "anónimo" é que é feio, mas isso é escolha de cada um.

Se ainda não sabem, sou uma pessoa com uma queda extrema para a parvoíce, ridicularização do que é sério e tudo o mais. Respeito a diversidade e as demais opções de cada um (talvez mais do que julguem, mais do que muita gente). Simplesmente aqui não me apetece. Apetece-me aparvalhar. Tenho direito? Tenho. Ofendi alguém? Apenas os que não são coerentes. Sentem-se afectados? É porque fazem parte do grupo dos incoerentes e falsos de espírito. Sintam-se, portanto, visados pelo meu desprezo: odeio gente que defende grandes ideais e depois vai-se a ver e são os primeiros a contraria-los. Este post não se tratou de religião, tratou da Coerência e da idiotice humana. É como pessoas que conheço que batem nos filhos, são alcoolicos, so fazem merda, e vão todo o santo dia à missa e dizem-se muito católicos. É contra esses que esse post versa. Se são pessoas de bem, não vejo o alarido.

Tudo isto podia ser resolvido com um "Whatever", mas eu gosto de complicar ;)

Cumprimentos a todos/as.

Kikas disse...

depois de tudo isto, não vale a pena dizer mais nada :p está dito!

Cate disse...

Corset, só quero esclarecer que o meu comentário não foi um "ataque" ao teu post. Quando afirmei "que se respeite" não era minha intenção insinuar que estavas a desrespeitar! Ok? :)

E sim, Coerência acima de tudo.

Corset disse...

Cate, querida, não o levei nesse tom :) Pode ter parecido mas nao, o "desabafo" foi mais para o/a an
onimo/a.

Beijinhos*

Petra Pink disse...

enfim se ha coisinha que detesto são as agulhadas de gente que nem coragem para dar a cara tem.
e sim é uma enorme treta essa das transfusões de sangue sendo que se mexe com uma vida, e muitas vezes a pessoa nem lúcida está para decidir se quer ou não seguir o que a religião diz.
beijo