domingo, 30 de maio de 2010

Agora já percebem um bocadinho o célebre "odeio pessoas"?

 [esta foi a minha cara de "what tha fuck" quando vi o homem com a mão enfiada no aquário]

Não sei se já repararam, mas a Corset trabalha numa loja de animais. Assim sendo, só me calha gente idiota, 99% dos casos mais preocupada em satisfazer um capricho pessoal do que na saúde e bem estar do animal de estimação que pretende adquirir.
O problema de uma loja de animais é que as pessoas pensam que aquela merda é um zoo. Sim. Os paizinhos ficam no café ao lado a tomar café com os adultos e mandam a criançada jogar às escondidas ou ir bater nos vidros dos aquários da loja dos animais. Ou isso ou apertar incessantemente os brinquedos dos cães (que fazem aquele barulho irritante). Claro que isso proporciona sempre aquele momento fofinho em que eu tenho direito a ser má com crianças e posso dizer um "não podes correr na loja.", "não, não podes fazer festinhas nos cães.", "não mexas nisso", "vai ter com os teus pais" ou o fofinho "não podes estar aqui sozinho senão o homem mau leva-te". Sim, isso é giro. Mas as crianças nem são a pior "clientela". O pior são mesmo os adultos, essa valente escória. Vejamos o que me aconteceu há dias:

Loja cheia, clientes impacientes, dois funcionários na loja ocupados em atendimento. Corset termina de atender um cliente (expressão mais horrível!) e depara-se com a seguinte situação: um senhor com cerca de 50 anos, a tentar apanhar um peixe num aquário. Coisa interdita, como é lógico.

Diálogo:
Corset - Boa tarde, peço desculpa pela demora. Vai ter é que pousar a rede porque só os funcionários podem apanhar peixes.

Cliente - Ai mas eu quero um peixe!!!!

Corset - Sim, claro, vou atendê-lo agora e dou-lhe o peixinho, vai ter é que largar a rede.

*Cliente continua a mexer com a rede no aquário*

Cliente - Oh menina ninguém me atende e eu quero o meu peixe!!

*Corset começa a ficar com cara de mau feitio e sobrancelha levantada* 

Corset - Okay. Largue a rede. Eu dou-lhe o peixe.

-----x-----

E depois querem que eu goste de pessoas?
Ah.... não me f*dam.

18 comentários:

Kikas disse...

só tu (e o teu cliente) para me pôr a rir a estas horas xD
mas é que realmente, isso não passa pela cabeça de ninguém :O distúrbio mental óbvio.

L'Enfant Terrible disse...

Por acaso não tinha ali à mão uma marreta em forma de peixe pois não? Ou isso ou ajudavas gentilmente o senhor a apanhar o peixe...com a boca dele!

Welcome welcome to Treblinka! (Que é como quem diz Tugolândia no seu melhor!)

Puzz disse...

certamente queria levar o peixinho no bolso! :D

confesso que odeio lojas de animais pelo stress que os pobres coitados sofrem, e nem é culpa do estabelecimento nem das suas condições (por vezes de bradar aos céus), são mesmo os clientes com os seus comportamentos que tornam impossível a sanidade mental de qualquer bicho.

Miss Kitty disse...

Nem imaginas como te percebo!
Por estes dias temos lá uma placa no elevador a dizer que o mesmo está avariado. Pois não é que as pessoinhas ficam lá à espera e a carregar nos botões??? Ultrapassa-me!

BJS**

S* disse...

Eh lá... estava ansioso o senhor.

Caty disse...

Que medo de homenzinho pescador!!!
É mesmoooooooo de odiar pessoas babe :S

Wolve disse...

Corset vestida de policia americano:

You dont wanna do this, things will get worse, and you dont want that, do you? Now let the fish go, and put the net down, slowly...

Annie disse...

ahahah
o senhor só não te queria incomodar e decidiu tirar ele o peixinho xD

Cláudia N. disse...

Há clientes que podem ser muito complicados eu também sei como é.
A única coisa que podemos fazer para aliviar o stress do momento é dizer asneiras...mentalmente.Comigo resulta...hihi
**

Corset disse...

Aahahahahahahaahhaha Wolve ainda me estou a rir! Muito bom, estiveste bem x)

Puzz, concordo contigo. Odeio as criancinhas que batem com as mãos nos vidros dos aquarios e berram (e se as repreendemos com educação muitos pais até ficam ofendidos!), e alguma pitalhada que acha que pode pegar nos hamsters --'

uma vez apanhei duas miudas de 13 anos a pegarem num hamster russo. conclusao: "meninas não podem pegar no hamster". E "escoltei-as". Sabes o que uma dela disse à outra? "puta..". eu ouvi, foi baixinho mas ouvi. O facto de serem fedelhas e não terem o minimo de razao foi o suficiente para nem me chatear e ignorar, mas as pessoas já ganhavam consciência que não são brinquedos, são seres vivos.

Ana disse...

Se calhar estava com pressa para almoçar, ia ser peixe grelhado... lol

...Ju... disse...

e mandavas o peixe à cabeça do homem e pronto! :P

Odalisca disse...

Tens de começar a ensinar aos clientes a forma como devem chamar pelos peixinhos, tipo o Egas e o Becas lol Escusam de ir lá com a rede...
http://www.youtube.com/watch?v=fRiabGECktk&feature=related

beijinho**

Petra Pink disse...

ha cheira-me que esse homem tinha o seu quê de louco alucinado certo?
e também chamava: peix peixe peixe peixe peixe peixe peixe como o egas e o becas da rua Sésamo?

Rainha de Copas disse...

Não te dá vontade de dar um estalo? Eu no teu caso não aguentava com as crianças. Sim é verdade que têm aquela curiosidade inata, mas a culpa também é dos pais que não sabem dar educação.

Cat disse...

Não se podem dizer asneiras aos clientes, pois não? .. xD

Cat disse...

Não se podem dizer asneiras aos clientes, pois não? .. xD

Anira the Cat disse...

Antevejo um futuro desgraçado para esse peixe... tadinho do bicho!

Também não aprecio muito as lojas de animais por causa das pessoas que vão lá só para chatear, bater nos vidros, fazer barulho, enfim. Eu adoro bichos, a minha gata já manda mais na minha casa que eu!

Bjokas