domingo, 23 de maio de 2010

Gostava de ver uma coisa destas narrada pela voz do senhor intérprete do BBC vida selvagem da SIC.


A marcação territorial do mulherio é coisa hilariante de se ver. A sério!
Somos tão cabras e tão terríveis que até dá vontade de fazer estudos antropológicos e sociológicos sobre a coisa. É que se virmos bem... nem falta assim tanto para elas fazerem xixi nos cantinhos...

História verídica (sinto-me a escrever para as Selecções do Reader's Digest): Ontem à noite, à conversa com um amigo, o jovem lá me contou que "estava a ver umas miudas, tinha engraçado com uma, chega a outra gaja que me queria comer, agarra-me e diz: "eu cheguei primeiro".".
E a Corset pensa: estas gajas, para além de estúpidas, são burras. É que já tinham idade para fazerem bem as coisas, mas não, teimam em enterrar a cabecinha na areia enquanto atiram baldes e baldes de xixi para cima dos homens. Perdoem-me a expressão nojentíssima, mas é a verdade.
Oh senhoras, há maneiras bem mais subtis de prender o machame!

4 comentários:

Caty disse...

loooooool! a mulherada só está bem qd está a mix para cima do machame! Marcar território é o lema :) lol

Kikas disse...

mais subtis e que tragam mais resultados.. oh, por favor, isto não cabe na cabeça de ninguém :|

Mariquita disse...

lol falta aquela parte da historia em que contas se resultou! xD

Zaahirah disse...

Ai credo, que falta de charme!! :|