segunda-feira, 29 de março de 2010


"Uma senhora de 98 anos chamada Irena acabou de falecer.
Durante a 2ª Guerra Mundial, Irena conseguiu uma autorização para trabalhar no Gueto de Varsóvia, como especialista de canalizações.

Mas os seus planos iam mais além... Sabia quais eram os planos dos nazis relativamente aos judeus (sendo alemã!)

Irena trazia meninos escondidos no fundo da sua caixa de ferramentas e levava um saco de serapilheira, na parte de trás da sua camioneta (para crianças de maior tamanho). Também levava na parte de trás da camioneta, um cão a quem ensinara a ladrar aos soldados nazis quando entrava e saia do Gueto.
Claro que os soldados não queriam nada com o cão e o ladrar deste encobriria qualquer ruído que os meninos pudessem fazer.
Enquanto conseguiu manter este trabalho, conseguiu retirar e salvar cerca de 2500 crianças.
Por fim os nazis apanharam-na e partiram-lhe ambas as pernas e os braços e prenderam-na brutalmente.

Irena mantinha um registo com o nome de todas as crianças que conseguiu retirar do Gueto, que guardava num frasco de vidro enterrado debaixo de uma árvore no seu jardim.
Depois de terminada a guerra tentou localizar os pais que tivessem sobrevivido e reunir a família. A maioria tinha sido levada para as câmaras de gás. Para aqueles que tinham perdido os pais ajudou a encontrar casas de acolhimento ou pais adoptivos.
No ano passado foi proposta para receber o Prémio Nobel da Paz... mas não foi seleccionada. quem o recebeu foi Al Gore por uns diapositivos sobre o Aquecimento Global

Não permitamos que alguma vez, esta Senhora seja esquecida!! "


O texto não é meu, foi me reencaminhado por email. Achei que merecia ser partilhado!


14 comentários:

Lady Me disse...

História fantástica! Não conhecia! Adorei! Merecia ser bem mais conhecida, há pessoas que são verdadeiros seres humanos!

Corset disse...

já conhecia.. vi no facebook do nosso amigo das "pulgas" xD

BlondinSecrets disse...

olá siga meu blog
eu amei o seuu
beijinhoss

Vera disse...

Nunca tinha ouvido... É como o "nosso" Aristides. Quase ninguém o conhece e ele salvou mais pessoas que o sr. Schindler...

Petra Pink disse...

oii acabei de receber esse mail também!...
realmente uma pessoa que não devemos esquecer uma existência que não deve passar em branco...
beijo

Anónimo disse...

Ainda há pessoas boas no mundo, dispostas a arriscar a sua vida por outros, essa Senhora era sem dúvida um grande mulher, e um exemplo.

Beijinhos

Mel

Dina disse...

Tb recebi e adorei conhecer a história de Irena. Há vidas que merecem ser conhecidas!

Poetic GIRL disse...

Sou só eu que acho que esses prémios são entregues a quem menos merece? Sinceramente não será esta vida mais de louvar do que que o Al Gore? Obrigada pela partilha. bjs

Cate disse...

Também recebi esse e-mail. É uma história fantástica sem dúvida, que grande senhora. Infelizmente, pouco reconhecida.

lampâda mervelha disse...

Um exemplo fantástico...

Kikas disse...

sem dúvida, um exemplo para aquela altura!

Neni disse...

Acabei de vir cà parar e só queria deixar um reparo: tb recebi este mail este mês, mas ele està um bocadinho desactualizado...fui pesquisar e a dita senhora faleceu em Maio de 2008. Eu também não a conhecia e acho uma pena que ninguém a conheça.

Um beijinho

Girl in the Clouds disse...

Grande mulher!!

Cat disse...

Que história! :')